A razão pela introdução do Porta Enxerto no método de reprodução das videiras foi a invasão da Filoxera, uma doença transmitida por um insecto que provoca a mortalidade das videiras.

Antes do aparecimento da praga da Filoxera as videiras eram plantadas em “Pé-franco”, isto é, directamente no solo criando as suas próprias raízes.

Actualmente, o Porta Enxerto é uma peça crucial na plantação de uma vinha e na execução e desenvolvimento da técnica de enxertia devido às suas características.